Banqueiro-deputado? Nem aqui nem na África!

Galera, e aeh? Dando uma sacada no Fala Aeh!? Procurando por algo totalmente fora dos padrões? Pois você veio ao lugar certo! Trate de se acomodar aí do jeito que quiser – pode se atirar no sofá, na cama, relaxar numa cadeira ou mesmo ficar em cima do móvel que tá dando suporte ao seu PC, com os olhos grudadinhos na tela – eu nem ligo, desde que cê esteja confortável e possa acompanhar cada mísero detalhe do post desta noite, umedecida por pingos d´água que caíram do céu…

Vamos do prato de entrada ao tão esperado prato principal… Deguste-o devagar…

O lance é que meu último e-mail ao Excelentíssimo Senhor Umaru Zara, banqueiro-deputado de Burkina Faso, que fica numa região da bolinha azul apelidada de África, foi respondido bem rapidex, mais precisamente um dia depois de eu ter enviado minha resposta. Mais precisamente ainda, o penúltimo e-mail do mencionado condenado chegou na minha caixa de entrada no dia que passa Faustão na TV, dia 15 de novembro desse mesmo ano.

O conteúdo desse e-mail? Surpreendente! O anexo desse e-mail? Mais surpreendente ainda! E o que eu acabei descobrindo meio sem querer, e graças ao Inigualável Santo Google, o Olho Internético que Tudo Vê? Não tão surpreendente assim… Pra falar a verdade, eu já tinha sacado qual era a dessa história desde que ela invadiu esse humilde blog e passou a mexer com a curiosidade desse blogueiro que vos fala…

Primeiro, dá uma sacada no e-mail do maluco. Cê já sabe de quem é os créditos da tradução (porca pra cacilda, mas me ajudou pacas):

OK PREENCHA O FORMULÁRIO E ENVIE AO BANCO

“Caro amigo,

Thank you very much for your mail último que eu claramente compreendido. Assim como você tem honestamente enviou suas informações, podemos continuar com esta operação. Eu quero voltar a garantir-lhe mais uma vez que não há nada a temer nesta operação, porque eu tenho cuidadosamente planejado e calculado tudo sobre o bom êxito deste negócio antes de entrar em contato com você para obter ajuda. Por favor, Eu quero que você mantenha este negócio muito confidencial e deixá-lo ser um top secret estritamente conhecida entre você e eu sozinho, porque eu ainda estou a trabalhar com este banco, se a entidade bancária aqui deve saber que eu era a pessoa que lhe deu a informação Sobre este cliente falecido e ao fundo ele depositou no banco aqui, eu certamente vou perder o meu emprego com o banco aqui, sem qualquer compensação. Você só é obrigado a agir em meu nome de lá, seguindo o meu conselho como eu vou estar dando-lhe a informação ao longo do tempo sobre as decisões do banco para essa operação depois que você poderia ter aplicado como o parente mais próximo ou beneficiários deste fundo. Como eu prometi para lhe enviar o modelo do formulário de candidatura, por favor, encontrá-lo abaixo em anexo, você tem que imprimir preencher assinar e enviar para o banco aqui com o endereço de email do banco que tenho igualmente incluída no formulário de requerimento em anexo. Se a entidade bancária aqui deveria precisar de qualquer informação que você é incapaz de fornecer ou se existe alguma coisa que não está claro para você, por favor, não demora para ligar no meu número de telefone privado: 0022676722273 ou mande-me sem perder tempo.

Note bem: O nome do falecido que o cliente depositou a quantia de trinta milhões, setecentos ESTADOS mil dólares ($ 30.700.000), no BANCO DE ÁFRICA aqui é Dr. John Korovo da Jordânia.

Obrigado, e melhores cumprimentos.”

Dá uma conferida no anexo que tava grampeado nesse e-mail:

“ATTN: DR.IDDRIS KAMBORE

(EXTERIOR REMESSA DIRETOR)

BANCO DO SUL – ANEXO,

AVENUE Kwame Nkrumah 01 BP 1999 Ouagadougou 01 BURKINA FASO – ÁFRICA

OCIDENTAL

TEL: +22675637893 FAX: 327218

EMAIL: boa.bank @ bk.ru

Senhor, PEDIDO DE TRANSFERÊNCIA DE FUNDO HERDADA

Eu sou um parceiro de negócios DO SEU CLIENTE MORA, o Dr. John KOROVO DA JORDÂNIA, que morreu em acidente de avião em 31 de janeiro 2000.I descobriu sua CONTA BANCÁRIA INFORMAÇÕES EM NOSSO RAMO OFFSHORE OFICIAL DA COMPANHIA Arquivo Enquanto o cruzamento da CONTA DO COMPANY.I também descobriu que ele tem uma conta com o banco desde 1993 com o Número de Conta: NADB4934109, incluindo instruções para retirar ou TRANSFERÊNCIA ESTE FUNDO depositado no seu banco AS NEXT OF KIN.THIS CONTA ESTÁ LEVANDO A SOMA DOS ESTADOS trinta milhões e setecentos mil UNIDOS DÓLARES ($ 30.700.000). PLEASE RE-TRANSFERÊNCIA IT TO MY BANK.

BANK OF MY NAME IS ——————————–

MY número da conta é ————————————

O ENDEREÇO DO MEU BANCO É ——————————–

TEL —————————————

FAX —————————————

NÚMERO DO CÓDIGO SWIFT —————————- (SE DISPONÍVEL)

My Full INFORMAÇÕES SÃO AS SEGUINTES:

NOME ————————————————- —-

EMAIL —————————————–

Résidense ENDEREÇO ————————————-

ENDEREÇO DA EMPRESA ——————————————

OCUPAÇÃO ——————————————

PRIVATE TELEFONE —————————-

Private Number FAX ————————————-

De países terceiros residentes AGORA ———————————–

PAÍS DE ORIGEM ——————————————

CIVIL E IDADE ————————————-

Tenha-me PEDIDO DE MORA E INFORMAÇÕES SOBRE A PRESENTE RECLAMAÇÃO”

Como se tudo isso não fosse o suficiente pra me deixar intrigado, o cidadão ainda teve a cara de pau de me pressionar pra agilizar a transação. Esse e-mail eu recebi na última terça, no dia 10 + 7 de novembro:

“Caro amigo

Bom dia para você mais uma vez. Ainda estou esperando para saber o quão longe você tenha ido na transação em questão. Você foi capaz de enviar a carta para o banco? Estou preocupado e confuso de seu silêncio. Eu ainda estou à espera da sua velocidade de resposta positiva, porque o tempo é da essência grande.

Tenha um ótimo dia.

+226 76722273″

Quando li esses e-mails, eu tava na ETEC onde estudo, ao lado da senhorita Jhessy (que não é leitora aqui do blog, mas tem acompanhado essa novelinha de perto, e com quem eu levei uns papos super construtivos sobre quem poderia ser o cara que talvez tivesse tentando me dar um golpe). Perguntei a ela o que eu devia fazer daqui pra frente. E ela, lógico, me mandou a real, dizendo que seria dose continuar dando o chapéu no africano. E deu a entender que, de um jeito ou de outro, eu iria conseguir seguir em frente e descortinar novos horizontes que me mostrassem a verdade.

Não sei se você reparou, mas o cara que sofreu o acidente de avião, suposto falecido beneficiário da tal conta milionária, tem nome e sobrenome: John Korovo. Na maior inocência, experimentei jogar o nome do condenado no Google, e tive várias surpresas… Depois, joguei o termo “Umaru Zara” no mencionado motor de busca, e as surpresas foram ainda maiores…

Direto e reto: pesquisei na net por alguns momentos e descobri que Umaru Zara na verdade NÃO EXISTE. Trata-se de um golpe muito comum internacionalmente, e que tem diversas variações, mas, na real, o golpe é sempre o mesmo. O nome do remetente, o e-mail de contato dele ou o conteúdo da “carta” em si podem mudar, mas a mecânica do golpe, qualquer que seja a variação, é a mesma. Por exemplo, é possível encontrar, para um mesmo modelo de carta, dezenas e mais dezenas de remetentes diferentes. Pelo que eu entendi, em terras não-brazucas o golpe já tá super manjado, e já foi catalogado por sites internacionais que se dedicam a fraudes internéticas e segurança na web… O golpe, também conhecido como “Cartas da Nigéria”, comumente consiste em enviar um e-mail ou carta, supostamente enviado por algum condenado do Banco da África, propondo que você seja considerado como o único herdeiro legítimo de uma fortuna deixada por um cara que passou dessa pra melhor num acidente de avião, conhecdo como John Korovo, da Jordânia, que estranhamente não tem nenhum parente, nenhum conhecido ou coisa similar, nada, chegando ao ponto do banco precisar procurar no Google um zé-ruela qualquer do estrangeiro, pra poder reclamar a herança…

Se você ficou curioso, interessado ou tá achando toda essa história louca demais, passa nesses links aqui de baixo. Alguns mostram outras versões do mesmo golpe. São as páginas da web que me ajudaram a matar a charada e dar um zeque-mate em Umaru Zara.

Cê percebeu que a maioria dos sites estão na língua do Tio Sam. Se você souber inglês, cai de boca. Se não souber, faça como eu, e leve sua prece ao Santo Google. Se essas páginas ainda não satisfizerem sua curiosidade, fica a vontade pra pesquisar. Agora é por sua conta.

Ufa… Enfim posso dizer que esse é o desfecho da novelinha mais internética da net… Finalmente comprovei o que eu já tava sacando de longe, e tô até me achando um pouco importante… Afinal, tem uma chance super big de você ter conhecido mais esse golpe do mundo internético por obra e realização do cara que ainda insiste em blogar de um jeito tão sem noção…

Putz, tô quebrado, vou cair na cama, apagar e voltar à superfície só na maldita segundona…

Valeu por todo mundo que acompanhou essa novelinha desde o início, desde o meio ou pra quem vai precisar ver tudo desde o começo pra entender esse raio de post. Todos vocês, meus fiéis leitores, são muito importantes pra mim, e a razão pela qual eu ainda blogo! E é pra vocês que vai meu mais sincero muito obrigado!

Falou, galerinha internética! Mais um sábado, mais um post, não perca de vista os próximos! Fui!

[…fim de transmissão…].

One thought on “Banqueiro-deputado? Nem aqui nem na África!

  1. OLÁ AMIGO . RECEBI O MESMO GOLPE POR E-MAIL SO QUE COM NOMES DIFERENTES. O DO FALECIDO É= ATRASADO CATTAM ALMAL DA JORDANIA E A DATA DO ACIDENTE AÉREO É A MESMA .PASME.PESQUISEI NA NET E NÃO TEVE NEM UM ACIDENTE AÉREO NA DATA DE 31 DE JANEIRO DE 2000. O VALOR MUDOU UM POUCO 10,5 MILHOES DE DOLARES, O QUE ACHOU? VAMOS FICAR NADANDO NO DINHEIRO DE BRACIADA, O NUMERO DO FAX E O TELEFONE DO DIRETOR DO BANCO TAMBÉM É OUTRO MAS A CIDADE É A MESMA E A ISTITUIÇAO BANCARIA TAMBÉM. TUDO BALÉLA TCHE SERA QUE AINDA EXISTE GENTE QUE CAI NUM GOLPE DESTES. IDIOTAS.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s